Skaf diz a ministros de Bolsonaro que divulgação de manifesto está suspensa, diz Valdo Cruz

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, avisou a ministros do governo Bolsonaro que suspendeu a divulgação do manifesto “A praça é dos Três Poderes”.
 
A divulgação estava prevista para esta terça-feira (31), e o documento faria críticas à crise institucional entre os poderes Executivo e Judiciário.
 
O motivo da suspensão foi a reação do próprio governo, que ameaçou retirar o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal dos associados da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).
 
Skaf ligou para ministros comunicando a suspensão e buscando informar que a intenção, com a elaboração do manifesto, era fazer um alerta para os chefes dos três poderes sobre a necessidade de se dialogar e focar em pautas de interesse do país.
 
O presidente da Fiesp disse aos assessores de Bolsonaro que o objetivo não era mandar um recado só para o Executivo, mas também para Judiciário e Legislativo.
 
Avaliação no governo
 
Dentro do governo, porém, a avaliação é outra. Segundo assessores presidenciais, uma das versões do manifesto trazia recados claros na direção do presidente Jair Bolsonaro, com a participação principalmente de membros da Febraban. Essa versão, porém, foi alterada e o documento final buscava distribuir responsabilidades entre todos os poderes.
 

Leia mais…Skaf diz a ministros de Bolsonaro que divulgação de manifesto está suspensa | Blog do Valdo Cruz | G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *